• Facebook: ifscslo
  • Twitter: ifsc

perguntas frequentes

fale conosco

ouvidoria

acesso informacao

Home Notícias Grupo de alunos de SLO representa o câmpus na final do Desafio IFSC de Ideias Inovadoras durante o Sepei
Grupo de alunos de SLO representa o câmpus na final do Desafio IFSC de Ideias Inovadoras durante o Sepei PDF Imprimir E-mail
Seg, 29 de Julho de 2019 14:18

 

 

Será nesta quarta-feira (31), das 14h às 18h, a final do Desafio de Ideias Inovadoras, do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Ao todo, 200 alunos, de 19 câmpus, inscreveram-se para concorrer a prêmios de R$ 4 mil a R$ 10 mil. O evento ocorre durante o Seminário de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação (Sepei), em Chapecó.

 


Na primeira etapa, os estudantes faziam parte de 66 equipes. Após duas eliminatórias, restam 15 grupos para o último “round”: o evento pitch, na sala 8 da Escola Paulo Freire (ao lado do Centro de Eventos). Ao final, oito equipes vencedoras receberão auxílio financeiro e de empreendedorismo para conseguir colocar em prática uma ideia de produto ou de processo tecnologicamente novo ou ainda sugerir melhorias tecnológicas significativas em produtos ou processos existentes.


Três dos 15 finalistas são equipes que representam os câmpus do IFSC localizados no Oeste do estado: “Agroduino SMO” e “Eureka”, de São Miguel do Oeste, e “Pynay”, de São Lourenço do Oeste. As propostas dos três são diversificadas, mas todos querem otimizar e simplificar trabalhos: o primeiro na agropecuária, o segundo na acessibilidade, e o terceiro na educação.


Do Câmpus São Lourenço do Oeste, a equipe “Pynay” pretende otimizar e simplificar a entrega de lanches do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), nas escolas brasileiras. “O número de instituições que aderiram ao programa cresceu e, consequentemente, a demanda referente a sua operacionalização também. Muitas instituições aderiram ao programa e tem encontrado desafios para sua operacionalização", explica o mentor do grupo, o professor de informática Daniel Fernando Carossi.


Carossi exemplifica os desafios da operacionalização: "a falta de profissionais para realizar a entrega, o controle da entrega, a prestação de conta dos estudantes que receberam o lanche, o armazenamento dos alimentos e até mesmo questões relacionadas a conservação dos alimentos na fase da operacionalização de entrega dos lanches”. Os participantes são os alunos João Henrique Prim, Romulo Silva Kunzler, Fernando Da Luz Goncalves e Talila Gracieli Vieira.


O mentor da equipe “Agroduino SMO”, professor Luiz Carlos Baron, explica que o projeto tem foco na automatização de arraçoamento de suínos, “que basicamente é o controle do fornecimento da ração conforme o peso e consumo por suíno”, detalha. Quem desenvolve são os alunos Maicon Luan Ogliari, Andrei Fernando Basei e Fábio Jean Boness.


A ideia do projeto surgiu a partir da prática profissional de Maicon. O estudante trabalha com o sistema, porém com o tratamento realizado de forma manual, o que acaba gerando desperdícios ou falta de ração adequada aos suínos conforme sua real necessidade. “E isto faz com que o lucro seja menor com os desperdícios e com um peso final do suíno menor do que poderia ter”, afirma Baron.


A segunda finalista de São Miguel do Oeste, a equipe “Eureka”, propõe adaptar uma cadeira de rodas tradicional com o sistema fotovoltaico. “Fazendo uso de um painel fotovoltaico, motores, baterias e sem dispensar a possibilidade de carregamento pela rede elétrica residencial, pretende-se disponibilizar uma cadeira de rodas motorizada mais acessível e de melhor custo-benefício”, detalha o mentor da equipe, o professor Diogo Belle. O projeto tem sido desenvolvido pelos estudantes Marina Eliza Baldo, Mariane Werlang, Emmanuel Scheren dos Santos e Eduardo Bortolini.


Com o auxílio do relatório dos inscritos, é possível traçar um perfil dos 200 interessados na competição. Mais da metade dos participantes (55%) estuda em cursos técnicos do IFSC. Em segundo lugar estão os alunos de bacharelados (22,5%). E, em terceiro, aqueles que apostam em cursos de Tecnologia (21,5%). A maioria deles é jovem, com idade entre 16 e 18 anos, e estuda em cursos como Química, Mecânica, Engenharia Eletrônica, Produção Multimídia, Ciência da Computação, Design de Produto ou Eletromecânica.


Os câmpus com o maior número de inscritos são Florianópolis (16%), Itajaí (16%), as duas unidades de Jaraguá do Sul (22%), Lages (9%), São José (6%), Chapecó (4%), Palhoça (4%) e São Miguel do Oeste (4%). Outros câmpus também marcaram presença na lista de interessados: Caçador, Florianópolis-continente, Araranguá e São Lourenço do Oeste.


Confira a ordem das apresentações.

Entenda melhor a competição.


---

Rafaela Menin | Jornalista

 

banner estude no ifsc 180x80

Horario dos docentes

portal aluno

assistencia estudantil

intercambio

Para visualizar PDF você precisa do Adobe Reader: Clique aqui para baixar.